Notícias

  • Home >>
  • notícias
quarta-feira 13 de julho de 2022

Torneio ABGS do SPGC: Roberto Gomez vence e mostra boa forma para o Sul-Americano

Scott Baldwin foi o campeão pré-sênior e Dayane Dezan venceu entre as mulheres

 

Roberto Gomez com os integrantes da mesa de premiação. Fotos: Thais Pastor/F2 Assessoria

Roberto Gomez com os integrantes da mesa de premiação. Fotos: Thais Pastor/F2 Assessoria

Internas ABGS SPGC menorRoberto Gomez, do Clube de Campo, foi o campeão do 12º Torneio ABGS de Golfe Sênior do São Paulo Golf Club (SPGC), disputado nesta terça-feira, 12 de julho, na zona sul da capital paulista, que valeu para os rankings da Associação Brasileira de Golfe Sênior (ABGS) e também para os rankings sênior e pré-sênior scratch da Federação Paulista de Golfe (FPGolfe). O título pré-sênior (40 a 54 anos) foi ganho por Scott Baldwin, do Sapezal, e o feminino por Dayane Dezan, do Fazenda da Grama.

Mais do que vencer por três tacadas de vantagem, Roberto mostrou que seu golfe está num bom momento técnico e evoluindo, o que renova as esperanças de o Brasil poder sonhar com os títulos, individual e por equipes, do Sul-Americano Sênior, principal competição da categoria no continente, que vai ser jogado de 24 a 28 de outubro, em Punta Del Este, no Uruguai. Além de Roberto, a equipe brasileira terá Marcelo Stallone, do Gávea, atual campeão brasileiro sênior, Octávio Villar, o Fanta, de Pelotas, e Plínio Guimarães, do Gávea. Roberto já foi três vezes campeão Sul-Americano, duas no individual e uma por equipes (com Stallone no time).

Veja as fotos da premiação
Aguarde, neste mesmo link, álbum completo

Ponta a ponta – Roberto abriu o dia com dois birdies nos três primeiros buracos e fez mais um no 7, onde ficou muito perto de fazer um hole-in-one, para terminar os primeiros nove buracos no par do campo, com 35 tacadas, três à frente de dois fortes jogadores da casa: Paul O’Doherty e Caio Najm. Apesar de um triplo bogey no buraco 11, onde sua bola ficou enterrada na banda e ele errou ao tentar sair de lado, e de um duplo bogey no 15, Roberto manteve a vantagem na segunda metade do campo, para ser campeão com 76 tacadas, cinco acima.

Paul O’Doherty também teve problemas no 11, onde fez um quádruplo bogey-8, seguido de um duplo bogey, mas se recuperou no final ao fazer três birdies seguidos, do buraco 15 ao 17, e ainda salvar o par no 18, para ser o vice-campeão, com 79 tacadas. Shozo Karasawa, que venceu esse torneio em 2019, terminou em terceiro, com 82, empatado com Luiz Vasconcelos, do Santapazienza. A seguir terminaram Najm (83), Frank Wisbrun , do São Paulo (85), e Douglas Black, do Sapezal (86), que defendia o título ganho em 2021.

Handicaps – Wisbrun, no entanto, foi o campeão na classificação por handicaps índex até 14, com 70 tacadas, uma baixo do par, seguido por Ramiro Yabumoto, do Arujá, vice-campeão, com 73, e por Luis Vasconcelos, que também jogou 73, mas levou o troféu de terceiro lugar nos critérios de desempate. Na 14,1 a 23, o título foi decidido nos critérios de desempate, com Laércio Quatrocci, do Paradise, vencendo com 68 (-3), mesmo total de Besaliel Botelho, o vice. Osvaldo Graciani, do Quinta do Golfe, ficou em terceiro, com 70

Na 23,1 a 32, no sistema stableford, o campeão foi Walter Kuroda, do São Paulo Futebol Clube Golfe (SPFG), com 43 pontos, seguido por Luiz Cunha, de Londrina, com 38, e por José Aparecido dos Santos, da Associação Esportiva São José, com 37. Também stableford foram as categorias por idade vencidas por Davi Long (55 a 59 anos), do Guarapiranga, com 36 pontos; José Villela (60 a 65), do São Paulo GC, com 37; Fernando Braga (66 a 70), de Bauru, com 34; Oswaldo Santi (71 a 75), do SPFCG, com 34; e Francisco Matarazzo (76 anos em diante), do São Francisco, com 36.

Mais campeões - O campeão pré-sênior scratch foi Scott Baldwin, do Sapezal, com 82 tacadas, seguido por André Simão, do Damha, com 90, e Rodrigo Carbonel, do Sapezal, com 91. André Simão foi o campeão entre os de até 14 de handicap índex, com 76 tacadas, enquanto Célio Kanesaki, do Sapezal, vencia a 14,1 a 23, com 74. Na 23,1 a 32, o campeão foi Carlos Ramos, do Lago Azul.

No feminino, Dayane Dezan, da Grama, foi a campeã scratch, com 90 tacadas. Nas até 25, venceu Suzi Fang, do São Paulo GC, com 73 tacadas, seguida por Daisy Chang, do Guarapiranga, com 74. E na 25,1 a 36 a campeã foi Zhu Senmei, do Guarapiranga, com 23 pontos, seguida por Olinda Tsuru, do Alphaville, com 74.

Houve ainda duas categorias para convidados do clube sede. Na até 14 o campeão foi Clóvis Junqueira, com 74, e na 14,1 a 32 ganhou Flávio Maschietto, com 77.

Premiação Os prêmio foram entregues por Constantino Ajimasto Jr. o Grego, presidente da ABGS; Osmar da Costa Sobrinho, presidente da Confederação Brasileira de Golfe; Ademir Mazon, presidente da FPGolfe; pelos vice-presidentes da ABGS Fernando Braga (Técnico) e Sérgio del Porto (Administrativo); Wilney Prado, Ouvidor da entidade, e Alexandre Leonardi, diretor Pré-Sênior da ABGS.

Resultados

Patrocinadores e Apoiadores do Golfe Solidário Brasil

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.