Federação Paulista de Golfe

Notícias

  • Home >>
  • notícias
sexta-feira 18 de dezembro de 2020

Natal Sem Igual: Doação de cestas alimentícias em competição no Sapezal supera expectativas

Evento beneficente foi uma parceria entre a FPGolfe, Hurra e Prefeitura de Indaiatuba

 

Ademir Mazon, Tania Castanho, Maria Montserrat e Luiz Henrique Furlan 1280

Ademir Mazon, Tania Castanho, Maria Montserrat e Luiz Henrique Furlan entregam cestas arrecadadas. Fotos: Thais Pastor

Natal si internasA competição de golfe “Natal Sem Igual”, promovida nesta sexta-feira, 18 de dezembro, no Sapezal Golfe Clube, em parceria com a Federação Paulista de Golfe (FPGolfe), Associação Hurra e Prefeitura Municipal de Indaiatuba, foi um sucesso. As doações para levar alimentos para famílias carentes e profissionais de artes e eventos em situação emergencial devido à pandemia superaram todas as expectativas, com a arrecadação de 350 cestas alimentícias.

Veja mais de 200 fotos do Natal Sem Igual

As cestas serão distribuídas na semana do Natal pelo Instituto Juntos, SATED e Projeto Ajude 1 Freela. Do total arrecadado nesta parceira da FPGolfe e Sapezal, 20% serão destinados a programas beneficentes da Prefeitura Municipal de Indaiatuba, enquanto outras foram entregues diretamente aos adolescentes do Projeto Golfe Chave para o Futuro, que estão tendo aulas profissionalizantes no Sapezal e aprendendo golfe, numa parceria da FPGolfe com a Hurra e a Prefeitura de Indaiatuba.

Destaques – O Natal Sem Igual contou com duas presenças ilustres: a da primeira dama Tânia Castanho, mulher de Nilson Gaspar, prefeito de Indaiatuba, que tem atuação marcante em projetos sociais e fez questão de entregar pessoalmente as cestas para os adolescentes do Projeto Golfe Chave para o Futuro; e a profissional de golfe Luiza Altman, que compete no exterior e aproveitou as férias no Brasil para acompanhar os pais, Larissa e Pedro Altmann, que são sócios do Sapezal. Luiza, que está disputando uma vaga para os Jogos de Tóquio de 2021, é uma inspiração para os golfistas do Brasil, em especial para os iniciantes.

Duas dezenas de meninos do Projeto Golfe Chave para o Futuro participaram da competição por equipes que reuniu ainda golfistas e dezenas de pessoas que foram experimentar o esporte pela primeira vez. O valor da inscrição era de ao menos uma cesta alimentícia, mas houve que doasse várias, mesmo sem participar do jogo. Foi uma competição na modalidade scramble, com handicap, ideal para reunir quem nunca havia jogado antes. Para evitar aglomerações, o torneio foi dividido em duas etapas, uma pela manhã e outra à tarde, com premiações independentes.

Manhã – A equipe campeã da manhã foi formada por João Gimenez, Joaquim Oliveira, Silvia Cardoso e Bettina Mussi, que somaram 26 tacadas nos nove buracos jogados. Em segundo lugar, também com 26 tacadas, mas perdendo nos critérios de desempate, ficou o time de Otavio Mizikami, vice-presidente da Honda Automóveis, maior patrocinadora do golfe brasileiro; Paulo Tambara, presidente do Sapezal; Jivago Batista, diretor do Honda Golf Center; Ellen Alvares, do staff da FPGolfe.

Fernando Silva, Marcelo Domingues, Alyne Costae José Dalbem terminaram em terceiro, com 27 tacadas, seguidos pela equipe da família Altmann: Luiza, os pais Pedro e Larissa, e um dos filhos do casal, Thomas, que mora no exterior e também está de férias no Brasil. Depois do jogo Luiza atendeu a diversos pedidos de fotos, incluindo uma com o grupo do Projeto Golfe Chave para o Futuro.

Tarde – À tarde, a equipe campeã, com 27 tacadas, reuniu Ademir Mazon, presidente da FPGolfe, e a família Titinger, sócia do Sapezal, com o casal Alex e Carla, e sua filha Camila, soprano lírica acostumada a cantar nos maiores e mais importantes teatros do mundo e em parcerias como a de Plácido Domingo. Como sempre, Camila deu uma “canja” para os participantes e foi muito aplaudida após a cerimônia de premiação.

Os vice-campeões, com 29 tacadas, foram da equipe de Eduardo Pacheco, dirigente do Hurra, que reuniu ainda Felipe Bachega, Alcindo Amato e Mariano Goycoechea, jogadores de rúgbi que nunca haviam experimentado o golfe antes. Em terceiro, com 30 tacadas, empataram dois times: o de Seizo Yano, Daniel Yano, Takahiro Yano e Satoru Haruayma; e a de Marcelo Domingues, Denis Carvalho, Fabio Peccti e Felipe Papa.