Federação Paulista de Golfe

Notícias

  • Home >>
  • notícias
quarta-feira 11 de novembro de 2020

Conheça os quatro finalistas do Interclubes por Handicap Índex do Estado de São Paulo

CG Campinas venceu etapa final, mas não bastou. Semifinais começam na próxima semana

 

Heitor Matos e Seizo Yano, campeao e vice da etapa

Heitor Matos e Seizo Yano, campeão e vice da etapa. Fotos: Thais Pastor/F2 Assessoria

Imperial, Campinas Golf Center, Clube de Campo e Riacho Grande são, pela ordem os quatro primeiros colocados da fase de classificação do 18º Interclubes por Handicap Índex do Estado de São Paulo encerrada nesta quarta-feira, 11 de novembro, no campo do Imperial, em Bragança Paulista. As semifinais, em jogos de ida e volta de match play, serão jogadas nas próximas duas semanas, dias 18 e 25.

Veja, no final do texto, a classificação final

O Guarapiranga, que começou o dia classificado em quarto, não pontuou na etapa, caiu para sétimo do ranking e perdeu a vaga no G4 para o Clube de Campo, que subiu para o terceiro lugar ao terminar esta rodada final na terceira colocação. O Clube de Golfe de Campinas venceu a etapa, mas ficou fora do G4 por apenas um ponto. O Riacho Grande ficou com a quarta vaga, apesar de não ter pontuado em três das seis etapas, incluindo as duas últimas.

Semifinais – As semifinais começam na quarta-feira, 18, com o Riacho Grande recebendo o Imperial para o jogo de ida, enquanto o Clube de Campo recebe o Campinas Golf Center. No dia 25 serão os jogos de volta, com o Imperial mandando a decisão contra o Riacho Grande em Bragança, e o Campinas Golf Center mandando seu jogo contra o Clube de Campo, no Sapezal.

Quem tiver mais pontos na soma dos jogos de ida e volta para a final, que terá rodadas consecutivas no final de semana de 12 e 13 de dezembro. Havendo empate, o desempate é pelo total de buracos ganhos na soma dos dois jogos. O mando de jogo, ou seja, o direito de fazer o jogo final em casa será de quem terminou na frente na fase de classificação.

Por Pouco – O Clube de Golfe de Campinas fez o que podia, mas não dependia só de seus resultados. Venceu com 138 tacadas seis abaixo, mas não classificou, pontuando com Heitor Alves Matos, que jogou 65, sete abaixo, para ser também o campeão individual da etapa; e com Denis Cho, que marcou 73. Luiz Fernando da Silva (78) e Paulo Martino (80) completaram o time.

O Imperial foi o vice-campeão da etapa ao somar 140 tacadas, quatro abaixo, o suficiente para ser o primeiro colocado da fase de classificação, garantindo o mando de jogos para a próxima fase, e isso sem vencer nenhumas das seis etapas, mas pontuando em todas. Marcaram Robson Segalla, que jogou 69, e Vanderlei dos Santos, com 71. Etore Silva e Renan Silva, ambos com 73, completaram o time.

Mais classificados – Já para o Campinas Golf Center, bastou o sétimo lugar na etapa para se classificar em segundo no G4 e ter mando de jogo nas semifinais. Raimundo de Souza e Marcos Antônio Goncalves jogaram 73 cada e pontuaram para a equipe que teve ainda Douglas Mesquita, com 75, e Alexandre Strumendo, com 79.

O Clube de Campo, outra equipe que pontuou em todas as etapas, mas não venceu nenhuma, garantiu a vaga na fase final ao terminar em terceiro lugar, com 141 tacadas, uma abaixo. Pontuaram Cassio Filizola, com 70, e Moellwald Egger, com 71. Eduardo Chaves (74) e Pacey Andrew John (75) foram os outros do time.

Destaques – Já o Riacho Grande, o quarto e último integrante do G4, não pontuou ao terminar em 12º lugar, jogando com William Souza Muniz (75), Marcos Gottschalk (76), Mauricio = Cotrin (78) e Edivaldo Almeida (79). O time teve dois vice-campeonatos, um terceiro lugar e três rodadas sem pontuar, mas bastou.

Além do CG Campinas, que venceu a etapa e terminou em quinto na classificação, outros três ganhadores de etapa não chegaram ao G4: o Guarapiranga, que venceu a rodada de abertura e terminou empatado em sexto na classificação geral com 36 pontos, ao lado de São Paulo Futebol Clube, São Fernando e Guarujá; o Arujá, décimo colocado do ranking com 32 pontos; e o Terras de São José, 11º, com 30 pontos, empatado com o PL.

Individual – Heitor Matos foi o campeão da etapa com folga, ao somar 65, mas a decisão de segundo lugar só aconteceu nos critérios de desempate, entre quatro jogadores com 69. Seizo Yano, do PL, levou a melhor por ter feito o resultado mais baixo na segunda metade do campo, seguido por Bruno Reiss, do Japy; Robson Segalla e Virgílio Carolino, do Guarujá.

Entre os nove jogadores de 67 que quebram o par do campo estão ainda Cassio Filizola (70) e três empatados com 71: Lo Sz Hsien, do São Paulo Futebol Clube; Vanderlei dos Santos; e Moellwald Egger. Alex Titinger Van Oordt e Fabio Negrão, ambos do São Paulo Futebol Clube, jogaram 72, o par de campo, empatando em décimo.

Resultados completos

Intervclubes 2020 classificacao final