Federação Paulista de Golfe

Notícias

  • Home >>
  • notícias
sábado 12 de maio de 2018

Aberto Quinta do Golfe Hdauff – SPSP: Pepê conquista seu sexto título em São José do Rio Preto

Jogador do São Paulo faz história num dos mais concorridos e importantes torneios do golfe paulista

 

Pepe campeao QGC 650Pedro da Costa Lima, o Pepê, fez quatro birdies e apenas um bogey para jogar a única volta abaixo do par da semana e fazer história no Aberto Quinta do Golfe Hdauff – SPSP, que teve sua nova edição encerrada neste sábado, 12 de maio, em São José do Rio Preto. Líder desde o primeiro dia, Pepê não deu chances aos adversários para conquistar seu sexto título do Aberto Quinta do Golfe, com 141 (72-69) tacadas, três abaixo do par, e 11 de vantagem sobre o vice-campeão. Um domínio sem precedentes num dos mais concorridos, importantes e divertidos torneios do golfe paulista.

Pepê, ex-campeão brasileiro amador, que hoje dedica boa parte de seu tempo ao Projeto Corujinha, que ensina o golfe e os seus valores a 280 crianças de escolas rurais no campo que sua família mantém em Louveira, venceu as duas primeiras edições do Aberto Quinta do Golfe, em 2010 e 2011, repetiu a dose em 2013 e 2014 e, agora, conquistou seu terceiro bicampeonato ao defender com sucesso o título que ganhara novamente em 2017.

Helio Meirelles e PepeDestaques - O vice-campeão do torneio foi Helio Meirelles (ao lado, com Pepê), do São Fernando, que somou 152 (79-73) tacadas. Em terceiro, empataram Leonardo Yoshikawa, de Bastos, campeão em Rio Preto em 2012 e 2015, que se recuperou de uma má estreia e fechou o torneio com birdie no 18 para somar 154 (81-73) e levar a medalha de bronze nos critérios de desempate, e Matheus de Paula Oliveira, do Damha, também com 154 (76-78). Joao Paulo Carlos da Silva, também do Damha, ficou em quinto, com 156.

Paulo Henrique Costa, oitavo e melhor jogador da casa na classificação geral, com 161 (81-80) levou o título da categoria com handicap índex até 8,5, com 147 (74-73) tacadas. O pódio teve ainda Matheus de Paula, com 148 (73-75), e João Pedro Pardo, do Quinta do Golfe, com 150 (77-73). Na 8,6 a 14, venceu só deu jogadores da casa no podia, com Paulo Ricardo Castilho campeão com 133 (65-68), seguido por José Moyses Demian Neto, com 142 (75-67) e Adair Umberto Tozza, com 144 (72-72).

Mais premiados - Na 14,1 a 19,4, também só teve jogadores da casa no pódio formado por Elton Pompeu, com 138 (73-65); Cristiano Verdi, capitão do clube, com 146 (78-68); e Fábio Augusto Abudi, também com 146 (74-72). E na 19,5 a 25,7, o campeão foi João Augusto Valente, do São Paulo, com 142 (71-71), seguido por Pedro Juliano Fiduma, do Quinta do Golfe, com 146 (73-73) e por Ricardo Pagano Júnior, do Ipê, com 154 (78-76).

Na categoria única feminina com handicap, venceu Sandra Hirasaki, de Bastos, com 149 (80-69), seguida por Karina Amano, de Bastos, com 150 (77-73) e por Cleusa Graciani, que jogou em casa e somou 163 (80-83).

Premiação - Paulo Henrique Costa, do Quinta do Golfe, ganhou ainda o prêmio de Nearest to the Pin Alabastour – FPG, no buraco 3, recebendo um voucher para hospedagem de sete dias (seis noites) para até quatro adultos em um resort de Orlando, nos EUA. Houve ainda prêmios de bola mais perto da bandeira no buraco 6, ganho por Gabriel Gallo, do Ipê, e no buraco 17, ganho por – Sinval Celico Neto, do Quinta do Golfe.

Mauro Batista, diretor executivo da Federação Paulista de Golfe (FPG), comandou a entrega de prêmios que teve a mesa composta por Raphael Hawilla, presidente do Quinta do Golf Clube; Ademir Mazon, vice-presidente da FPG; Fuad Miguel Pacha Jr vice-presidente do Quinta do Golfe; por Marco Antonio Dosualdo, Diretor Financeiro, e por Cristiano Verdi, Capitão do Quinta do Golfe.

Resultados completos