domingo 10 de setembro de 2017

Aberto do Gávea: Jinbo Há e Lucas Park fazem mais uma dobradinha paulista, no Rio

Esse foi o terceiro título consecutivo do jogador do Terras de São José em torneios do ranking nacional

 

Jinbo trofeu 510 generico

Jinbo Há: segundo título seguido no Rio, ambos com Luca Park em segundo

Uma sequência de quatro birdies consecutivos na segunda metade do campo, garantiu ao coreano Jinbo Há, do Terras de São José, a melhor volta da semana e o título do Aberto do Gávea Golf Club, encerrado neste domingo, 10 de setembro, no Rio de Janeiro. O torneio jogado desde sexta-feira, 8, valeu para o ranking mundial amador de golfe (WAGR) e para o ranking brasileiro.

Esse foi o terceiro título consecutivo de Jinbo, segundo do ranking brasileiro, em torneios do ranking mundial e se segundo seguido no Rio, depois de vencer o Aberto do São Paulo Golf Club, apresentado por Embrase, no final de agosto, e o Aberto do Estado do Rio de Janeiro, na semana passada, no Itanhangá. O coreano começou o torneio em segundo lugar e era líder na manhã deste domingo, empatado com Matheus Park, do Paradise, no par do campo, antes de jogar três abaixo e ser campeão com 204 (70-68-66) tacadas.

Destaques - Matheus, que liderava desde o primeiro dia, teve um dia para esquecer, ao subir seis tacadas nos cinco primeiros buracos e ainda fechar o torneio com dois bogeys, e cair para o sexto lugar. Lucas Park, seu irmão mais velho, campeão brasileiro juvenil de 2017, fez sua melhor volta da semana e única abaixo do par, para ainda ser o vice-campeão, com 208 (71-69-68), uma acima. Daniel Kenji Ishii, do Itanhangá, número 3 do Brasil, começou e terminou o dia em terceiro, com 212 (71-69-72) tacadas, três acima. Esse pódio repete o do Aberto do Rio, na semana anterior.

Nesta volta final, destaque ainda para Breno Domingos, de Japeri, que jogou duas abaixo do par e segundo melhor resultado de todo o torneio, para ainda ser o quatro colocado, com 214 (75-72-67) tacadas, sete acima. Pedro Costa Lima, o Pepê, do São Paulo GC, que tem jogado pouco, mas fez questão de competir no local de seu título brasileiro de 2007, terminou em quinto, com 215 (74-71-70), uma à frente de Matheus, que somou 216 (68-70-78).

Ranking - Apesar de sua três vitórias consecutivas, Jinbo não consegue se aproximar do líder do ranking nacional, o gaúcho Herik Machado, que não jogou esses torneios, mas tem sua vantagem garantida pelos pontos que fez no amador do Brasil (51, contra 24 de Jinbo), que não caducam e valem por um ano. Herik somará 210 pontos no ranking a ser divulgado (valem mais seis resultados do último ano), enquanto Jinbo continuará com 182 pontos (mais eventual bônus), pois não tem resultados piores do que os 20 pontos dessa vitória a descartar.

Completaram os Top 10 no Gávea o local Bernardo Willemsens, sétimo com 218 (73-73-72); Sandro Gonçalves, do Belém Novo (RS), oitavo com 221 (74-74-73); e dois jogadores empatados em nono com 228: Rafael da Rocha Miranda, ex-Gávea, hoje jogando no São Paulo GC (78-80-70) e Oswaldo Faria, do Gávea (83-73-72).

Handicap - Nas classificações com handicap índex, Breno foi campeão até 8,5, com 221 tacadas, seguido por Bernardo, com 212; e por Rafael, com 213. Na 8,6 a 16,5, que jogou apenas no final de semana, venceu Tadeu Schmidt, com 132 (68-64), seguido por Roberto Correa, com 133 (67-66) e por Paulo Willemsens Neto, com 143 (74-69). E na 16,6 a 29,1, no sistema stableford, o campeão foi Francisco de Souza Dantas, com 78 pontos, seguido por Sergio Luiz Pereira Ramos, com 72, e por Luiz Otavio Araripe, com 70.

O próximo torneio será o Campeonato Aberto do Itanhangá Golf Club, que teve sua data alterada para os dias 6, 7 e 8 de outubro. O torneio, válido para os rankings mundial, nacional e estadual, estava marcado para a semana seguinte, mas foi antecipado para não coincidir com o Aberto do Brasil, que teve sua data altera a pedido por PGA Tour Latinoamérica e será jogado de 12 a 15 de outubro, no Campo Olímpico.

A Federação de Golfe do Estado do Rio de Janeiro, que supervisionou o torneio organizado pelo Gávea, em parceira com a Confederação Brasileira de Golfe, tem patrocínio da Personal Service, Embrase e do AC Hotels Marriot.





Federação Paulista de Golfe