Federação Paulista de Golfe

Notícias

  • Home >>
  • notícias
segunda-feira 03 de setembro de 2018

Aberto da AE São José tem vitória de Pepê, de ponta a ponta, e juvenis da casa no pódio

Adiston e Diogo mostram grande evolução. Ana Sung vence feminino, com Samire vice

 

Scratch campeoes Pedro Costa Lima e Ana Sung Marques 1260

Em seu último torneio antes de disputar o campeonato profissional do PGA Tour Latinoamérica, em seu clube, na próxima semana, Pedro da Costa Lima, o Pepê, do São Paulo Golf Club, não deu chances aos adversários e venceu de ponta a ponta o 21º Aberto da Associação Esportiva São José, encerrado neste domingo, 2 de setembro, em São José dos Campos (SP). O torneio valeu para os rankings masculino e feminino, scratch e com handicap índex, da Federação Paulista de Golfe.

Veja todas as fotos.

Pepê começou o dia vencendo por quatro tacadas, mas chegou a ver Diogo de Oliveira, de 16 anos, reduzir essa diferença para apenas uma tacada depois de o juvenil local abrir a rodada final com sete pares seguidos, contra três bogeys consecutivos de Pepê, dos buracos 5 ao 7. Pepê reagiu com birdies nos buracos 8, 10 e 11, os mesmos onde Diogo fez bogeys, a caminho de vencer com 139 (86-71) tacadas, uma abaixo do par e seis de vantagem sobre os adversários. Pepê fez o recorde de oito birdies em 36 buracos, cinco deles na volta final.

Destaques - Depois de sentir o gostinho de colocar pressão em Pepê na primeira volta, Diogo acabou sofrendo a pressão de Adiston Ramos, outro juvenil da casa, de 17 anos, que fez dois birdies no dia e jogou uma acima em cada metade do campo, para ainda ser o vice-campeão, com 145 (73-72) tacadas, cinco acima. Diogo, com parciais invertidos (72-73), empatou em segundo, mas levou o troféu de terceiro lugar por ter jogado pior na volta final.

Em seu discurso de agradecimento pelo convite de jogar no Aberto, Pepê, que já foi campeão brasileiro e um dos melhores jogadores do Brasil, elogiou muito Adiston e Diogo, que jogou seu primeiro grande torneio como scratch, pelo seu progresso no golfe. A Associação Esportiva São José tem feito sua parte com esses meninos que começaram no golfe como caddies, ajudando em seus estudos – mas também cobrando boas notas e dedicação – e com seu desenvolvimento no golfe.

Jogadores muito mais experientes não conseguiram um lugar no pódio scratch, que, além dos troféus, teve medalhas de ouro, prata e bronze que a FPG distribui desde que o golfe voltou a ser esporte olímpico. Matheus de Paula Oliveira, do Damha, ficou em quarto, com 147 (72-75), seguido pelo local Donizetti de Souza e por Marcos Negrini, do Damha, que empataram em quinto, com 148 (76-72).

Handicaps - Nas classificações por handicap, Adiston foi o campeão entre os de índex até 8,5, num pódio só de São José, com 137 (-3) tacadas, contra 138 de Donizetti e 139 de Alberto Alves Marques Filho, o Mano, que levou a taça ao superar Diogo e Matheus nos critérios de desempate. Marcelo de Freitas Domingues, do Ibiúna, venceu na 8,6 a 13, com 139 tacadas, contra 140 de três jogadores de São José, que decidiram os dois troféu restantes nos critérios de desempate. Rui Marson Filho foi o vice-campeão, seguido por Benedito Aparecido Ferreira, em terceiro. Isamu Nakano ficou sem troféu.

Na 14,1 a 19,4, vitória de Agnaldo Morales, de São José, com 131 tacadas, depois de ele ter jogar 63 na estreia, melhor net do torneio, o que vai lhe custar um reajuste para menos em seu handicap, válido por seis meses. Leandro Augusto Metzner, de Brasília, ficou em segundo, com 140, seguido pelo local Gilson Oliveira Rufino, com 141.

Já na 19,5 a 25,7, Eduardo Maran, de Poços de Caldas, ganhou com 135, mas não levou, por não ter entregado o número mínimo de cartões exigidos por regulamento da FPG, para o cálculo de handicap. Assim, o pódio foi todo de São José, com Ailton Morais campeão com 138, seguido por Ivan dos Santos, com 140, e por Ricardo Vilarinho, com 141.

Feminino - O pódio scratch feminino terminou com dobradinha do Arujá, com as juvenis Ana Sung Marques, campeã de ponta a ponta, com 162 (81-81) tacadas, e Samire Oliveira vice, com 173 (87-86). Maria Rita de Melo, de Poços de Caldas, virou o jogo para ser a terceira colocada, com 178 (86-92), deixando Stela Miyagi, do Arujá, em quarto, com 179 (84-95).

Na categoria com até 16 de handicap índex, Ana Sung Marques venceu com 146, seguida por Maria Rita, com 152 e por Samire, com 175. Na 16,1 a 19,4, dobradinha da casa com Tania Fogaça campeã com 138, seguida por Kimiko Yaguchi, com 139. Rosa Kamizaki, do Paradise, ficou em terceiro, com 143.

Prêmios especiais - Pedro da Costa Lima ganhou ainda o prêmio pela bola mais perto da bandeira na primeira volta, e por pouco não faz um hole-in-one na segunda volta, no buraco 13, onde a bola que tinha linha certeira parou a um palmo do buraco. Pelo prêmio Nearest to the Pin oferecido pela Alabastour Viagens e FPG, Pepê ganhou um pacote de hospedagem de uma semana para quatro pessoas no Lifetime of Vacation Resort, em Orlando, nos EUA.

Como ninguém ganhou os prêmios para hole-in-one oferecidos nos buracos 13 e 17, ambos foram para sorteio. Ivan dos Santos ganhou a tevê LG Smart de 43″, prêmio do buraco 17, e uma hospedagem para duas pessoas de 1º a 5 de maio de 2019, no Costão do Santinho Resort, em Florianópolis (SC), com sistema All Inclusive, e mais a inscrição para participar do Aberto do Costão. Também foram sorteadas duas garrafas de Blue Label Johnnie Walker, um oferecimento da Wealth Flow Advisors, do grupo XP Investimentos, entre dezenas de brindes oferecidos pelo clube e patrocinadores.

TrackMan - Os campeões de todas as oito categorias – três femininas e cinco masculinas – ganharam ainda da Academia GolfRange Campinas (AGRC) um voucher para fazer uma análise completo de swing com o Trackman 4, o melhor, mais moderno e mais preciso radar de golfe do mundo, no Performance Center do clube, que em instalações completas de treino e um campo executivo de nove buracos de par 3 dentro do completo do Careca Sport Center, em Campinas (SP).

Durante todo o dia foram oferecidos vários mimos aos participantes, incluindo open Bar de chopp Heineken e sorvetes Los Paleteros. Antes da entrega de prêmios, no salão de festas do clube, que tem capacidade para quase 2 mil pessoas, foi servido um coquetel com bebidas e comidinhas variadas.

Premiação - Mauro Batista, diretor executivo da FPG, apresentou a entrega de prêmios que teve a mesa composta por Antônio Carlos Padula, presidente da Federação Paulista de Golfe; Rui Marson, presidente do Conselho da AE São José; Sebastião Claudio Blanch, presidente do clube, Ademir Mazon, vice-presidente da FPG; Frederico Guratti, diretor de esportes da AESJ; e pelos capitães Gilberto Cardoso da Silva e Iracema Ariyoshi. Antes de premiação foi feita uma homenagem e cantado “Parabéns a Você” para Edson Nakagawa, que completou 70 anos neste domingo.

O 21º Aberto da Associação Esportiva São José teve apoios de Nikkeypar, Heko Mobili Design, WFlow XP Investimentos, Camargo + Porto Advogados, Grupo Tubarão Mineração, Amagai Imóveis, Costão dos Santinho, MC Ferragem Armada, Home Care Vale Internações Domiciliares e Companhia Athletica.

Resultados completos