Federação Paulista de Golfe

Notícias

  • Home >>
  • notícias
sexta-feira 10 de agosto de 2018

Honda Classic – Aberto de São Paulo: Pedro Nagayama sai na frente, em Ribeirão Preto

Apenas duas tacadas separam os seis primeiros colocados. Lauren Grinberg lidera no feminino

 

Pedro Nagayama vert 800

Nagayama, líder isolado do maior torneio de SP. Foto: Thais Pastor/F2 Comunicação

Apesar de um duplo bogey no primeiro buraco do dia, Pedro Nagayama, do São Fernando, soube manter a calma para fazer uma volta de recuperação, jogar 70 tacadas, duas abaixo do par, e assumir a liderança isolada do Honda Classic – 69º Campeonato Aberto do Estado de São Paulo, que começou a ser jogado nesta sexta-feira, 10 de agosto, e prossegue até domingo, 12, no Ipê Golf Club, em Ribeirão Preto (SP). O torneio é válido para o ranking mundial amador de golfe (WAGR) e para os rankings nacional e da Federação Paulista de Golfe (FPG).

Nagayama, que não conseguiu um Top 5 sequer nos últimos cinco torneios do ranking mundial que disputou no Brasil, desta vez começou a afastar a má fase, fazendo cinco birdies e apenas mais um bogey, para abrir uma tacada de vantagem sobre Matheus Balestrin, do Belém Novo, outro que não vinha conseguindo repetir, em 2018, a boa fase do final da temporada passada. O gaúcho fez uma das voltas mais regulares do dia, com três birdies e dois bogeys, para jogar 71 e ser o outro único a estrear abaixo do par.

Mais destaques - Quatro jogadores dividem o terceiro lugar, no par do campo, com destaque para Daniel Kenji Ishii, do Itanhangá, nº 3 do Brasil, que vinha liderando até o buraco 14, com três abaixo, antes de fechar o dia, do 15 ao 18, uma dois bogeys seguidos, ambos com greens de três putts; um duplo bogey, com drive fora de campo; e um birdie, seu quinto do dia, para jogar 72. Só ele e o líder Nagayama conseguiram fazer cinco birdies na rodada, em greens muito elogiados por todos.

Dividem o terceiro lugar Andrey Xavier, do Belém Novo, o brasileiro mais bem ranqueado do WAGR em campo, que fez três birdies e três bogeys; Filipe Rossi, do São Paulo, que fez quatro birdies e quatro bogeys; e o coreano Jinbo Há, do Terras de São José, número 1 do ranking nacional, que também é o jogador com o melhor ranking mundial do torneio (239º), outro que fez três birdies e três bogeys. Em sétimo, com 73 (+1), estão Paulo Vitor Mattos, do Ipê, e Eduardo Vasconcellos, do Gávea.

Feminino - Entre as mulheres, Lauren Grinberg, número 1 do Brasil, que desde o começo do ano defende a Barry University, de Miami, na NCAA, e está em férias escolares, saiu na frente, como esperado, mas esteve longe de jogar bem. Mandou duas bolas fora de campo, deu um “air shot” ao tentar tirar, com o putter, uma bola encostada no muro, e bateu híbrido do tee para acertar o grande lago que defende o green do 18. Tudo isso lhe custou três duplos bogeys, além de quatro bogeys nos quatro buracos finais e uma volta de 82 tacadas, dez acima do par.

Quem quase terminou líder foi Thuane Oliveira, da Associação Golfe Público de Japeri (RJ), que vem em segundo, apenas uma tacada atrás, com 83, depois de ter feito dois duplos bogeys na rodada. Fernanda Lacaz, do São Fernando, também não escapou de alguns desastres, terminando em terceiro, com 85, depois de um duplo, um triplo e um quádruplo bogey, esse no 17 para perder a liderança que poderia ter sido sua, apesar de uma volta sem birdies.

Outras quatro mulheres quebraram as 80 tacadas, com destaque para Laurita Cervi, do Ipê, quarta colocada, com 88. Em quinto, com 89, estão empatadas três jogadoras: Letícia Mont’Serrat, do Club Athletico Paulistano; Zenilda Alves de Souza, do Alphaville Graciosa; e Denise Santos, que defende a Federação Baiana e Capixaba de Golfe.

Handicaps - Neste final de semana entram em campo mais 90 jogadores para disputar as categorias com handicap índex de 8,6 em diante, para os homens, e de 16,1 em diante, para as mulheres, todas válidas par os rankings estaduais. A Federação Paulista de Golfe está se fazendo representar no seu maior torneio por Antônio Padula, presidente da entidade, e pelos seus vice-presidentes Ademir Mazon, Geraldo Dontal e Luiz Claudio Recchia. Osmar da Costa Sobrinho, vice-presidente da Confederação Brasileira de Golfe, joga a convite da FPG. Enoch de Paula Júnior, presidente do Ipê, que é scratch, já entrou em campo nesta sexta-feira.

A Honda está dando um carro Civic Touring para quem fizer um hole-in-one no buraco 7, em qualquer dos dias oficiais de jogo, enquanto a E-GO dará um golf car elétrico para quem embocar de primeira no buraco 5. A Alabastour Viagens oferece dois prêmios de uma semana de estadia, para até quatro pessoas, nos resorts High Point World Resort e Legacy Vacation Club de Orlando, para quem ganhar o Nearest to the Pin (bola mais perto da bandeira), nos buracos 12 e 15, esses apenas no domingo.

Patrocínio - O Honda Classic – 69º Campeonato Aberto do Estado de São Paulo tem patrocínio máster da Honda, e apoios da E-GO, Alabastour Viagens, Mirantte Legacyplus Realty, Prataria Rebouças Troféus, Trojan Battery Company Unipac Distribuidor Master, Portal Brasileiro do Golfe (golfe.esp.br), LK Transportes e Hotel Wyndham Garden Ribeirão Preto. A organização é da Federação Paulista de Golfe e do Ipê Golf Club, com apoio técnico da Confederação Brasileira de Golfe, do Ranking Mundial Amador de Ranking (WAGR) e do R&A.

Resultados completos

Horário de saída do sábado, 11 de agosto