sábado 30 de setembro de 2017

WAGC: Definido time da Federação Paulista de Golfe que representará o Brasil na Malásia

Campeões das cinco categorias viajam com tudo pago para o maior campeonato amador com handicap do mundo

Participantes da final Brasil do WAGC 1000

Participantes da Final Brasil do World Amateur Golfers Championhsip. Fotos: Ricardo Fonseca/F2 Comunicação

 

InternasLuiz A. P. Almeida, o Gugu, do São Paulo GC, na categoria com até 5 de handicap índex; Sueli Miyuki Horii, do Paradise, na 5,1 a 10; Denis Song, do Campinas, na 10,1 a 15; Ronni Fratti, do Campinas, na 15,1 a 20; e Nécio Carlos do Amaral, do Campinas, na 20,1 a 25, foram os campeões de suas categorias na final nacional, disputada nesta sexta-feira, 29 de setembro, no Terras de São José, em Itu (SP) e ganharam o direito de viajar, com tudo pago, para representar a Federação Paulista de Golfe (FPG) e o Brasil na final mundial do World Amateur Golfers Championship, que vai ser jogada por equipes de 50 países, em quatro campos de Kuala Lumpur, na Malásia, de 18 a 25 de novembro.

Nas fotos ao lado, de cima para baixo, os cinco campeões que ganharam a viagem à Malásia, e os pódios das categorais até 5, de 5,1 a 10, 10 10,1 a 15, de 15,1 a 20, e de 20,1 a 25

O World Amateur Golfers Championship, que tem os suecos Annika Sörenstam como presidente de honra e Jesper Parnevik como patrono, é a competição amadora com handicap mais prestigiada do mundo, com sua final mundial sendo disputada com a estrutura de um major do golfe profissional. Alguns países, com a China e os EUA, mobilizam milhares de golfistas, durante o ano, em buscam, da honra de ir à final mundial.

O Brasil participa do WAGC desde 2011, mas a partir deste ano o evento ganhou dimensão muito maior com a FPG se unindo à Golfe & Cia, detentora dos direitos da competição, para organizar a seletiva nacional, com patrocínio da Embrase,

Classificados - O dia abafado com fortes rajadas de vento complicou a vida dos mais de 80 participantes da final nacional. Na categoria com handicap índex até 5, Luiz A. P. Almeida, não jogou bem na primeira metade do campo, mas se recuperou na segunda para vencer com 74 tacadas, duas acima do par, descontado o handicap.

Giovani Thibau, do Morro do Chapéu, ciou em segundo, com 77, seguido por Fernando Silva, da Academia GolfRange Campinas, número 4 do estado, que somou 78.

Na 5,1 a 10, o título foi decidido pelos critérios de desempate, com Sueli Miyuki Horii, do Paradise, levando a melhor sobre Émerson Godinho, do VistaVerde, depois que ambos somaram 70 tacadas, duas abaixo do par.

Mark Moran, do São Paulo GC, levou o troféu de terceiro lugar, com 74 tacadas, no desempate com Alberto Alves Marques Filho, o Mano, do São José, que também jogou 74.

Nas outras três categorias os campeões foram do Clube de Golfe de Campinas. Na 10,1 a 15, Denis Song venceu com 64 tacadas, oito abaixo, seguido por Vitor Porto, de São José, e por Matheus de Olivera, do Damha, ambos com 67.

Na 15,1 a 20, Ronni Fratti venceu com 67 tacadas, contra 69 de Flávio Costa, do Japy , que superou José Antônio Serto, do Lago Azul, que também somou 69, nos critérios de desempate (Serto foi declarado terceiro colocado após a premiação, depois que um lançamento do cartão do jogador no sistema de resultados foi revisto). E na 20,1 a 25, Nécio Amaral ganhou com 63 tacadas, nove abaixo, seguido por Luciano Almeida, do Damha, com 67, e por João Augusto Muniz, do Terras, com 69.

Premiação - A Federação Paulista de Golfe, representada por seus vice-presidentes Ademir Mazon e Geraldo Dontal, premiou com salvas de prata os três primeiros de cada categoria. A premiação contou ainda com Mauro Batista, diretor executivo da FPG, com Elaine Feitosa de Lima, que recebeu em nome do Terras de São José uma salva de prata em agradecimento por ter sediado a final, e por Paulo Pimentel, da Golf & Cia.

No final, os cinco campeões das categorias receberam seus vouchers da viagem de uma semana que farão à Malásia, com tudo pago, incluindo passagens aéreas, transfers, hospedagem no cinco estrelas Marriott Renaissance Kuala Lumpur Hotel, e inscrição na final mundial do WAGC que será jogada em quatro campos de padrão internacional: Sungai Long Golf & Country Club; The Mines Resort & Golf Club; Templer Park Country Club e Kota Permai Lang Golf & CC.

Recorde - A etapa brasileira de 2017 do World Amateur Golfers Championship, patrocinada pela Embrase Segurança e Serviços, bateu todos os recordes do evento no pais, com seletivas em 18 clubes de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio de Janeiro, que mobilizaram perto de 400 jogadores. O torneio volta a ser jogado em 2018, quando deverá envolver mais jogadores e clubes.





Federação Paulista de Golfe