sábado 09 de setembro de 2017

Aberto do SSVGC: Fernando Silva, da AGRC, faz melhor volta da semana para vencer de virada

 Rogério Cardoso, do Damha, líder do primeiro dia, foi vice-campeão do torneio válido para o ranking paulista

 

Fernado Silva campeao SSVGC 1010

Fernando Augusto Silva dá mais um título para a Academia GolfRange Campinas (AGRC). Foto: divulgação

Fernando Augusto Silva, da Academia GolfRange Campinas, o número 4 do ranking paulista, jogou 73, uma acima do par e melhor volta de todo o torneio, para se recuperar de uma desvantagem de sete tacadas e vencer de virada o 65º Campeonato Aberto de Golfe do Santos São Vicente Golf Club, neste sábado, 9 de setembro, no litoral paulista. O torneio, que começou na sexta-feira, 8, aproveitando o feriado prolongado do Dia da Independência do Brasil, comemorado na véspera, valeu para os rankings da Federação Paulista de Golfe (FPG).

Fernando, que começou o torneio em segundo lugar, com 82 tacadas, não teve um bom começo na volta final, jogando três acima de ida, com três bogeys. Mas ele se recuperou na segunda metade do campo, onde fez dois birdies nos três buracos finais para ser campeão com 155 (82-73) tacadas. Rogério Cardoso, do Damha Golf Club, o líder do primeiro dia, subiu seis tacadas nos três primeiros buracos, incluindo um quádruplo bogey-9 no buraco 2, e não se recuperou mais, sendo vice-campeão com 160 (75-85). Ambos ganharam medalhas estilo olímpico, da FPG, de ouro e prata, respectivamente.

Handicaps - Na classificação entre os de handicap índex mais baixos, até 8,5, o campeão foi Pedro Luca, de Bauru, com 153 (80-73) tacadas, no desempate com José Edson da Silva, do Ibiúna, que também somou 153 (77-76), mas perdeu o título no critério de desempate, já que jogou pior nos noves buracos finais. O argentino Matteo Schmitt ficou em terceiro, com 163 (83-80).

No 8,6 a 14, o campeão foi Weslley Serafim, de Avaré, com 142 (70-72) tacadas, seguido por dois jogadores do Paradise: Arnaldo Pfaff, com 151 (73-78) e Paulo “Russo” Praeiros, com 154 (79-75). Na 14,1 a 19,4, Renato Jahjah deu o primeiro título para o clube anfitrião ao vencer com 149 (74-75). José Luis Pereira, outro jogador da casa, foi o vice-campeão, com 153 (81-72), no desempate com Antônio Padula, presidente da FPG, do Itapeva, líder do primeiro dia, que ficou em terceiro nos critérios de desempate, com 153 (72-81).

Mais premiados - Na 19,5 a 25,7, o argentino Felipe Schmitt venceu com 147 (72-75) tacadas, seguido pelo local Ricardo Giorgi, com 149 (76-73) e por Paulo Cesar Gonçalves, do Avaré, com 157 (86-71). Na 25,8 a 32,7, que não vale para o ranking paulista, dobradinha dos jogadores da casa, com Niltomar José da Silveira em primeiro, com 157 (79-78), seguido por Valdir Nunes de Oliveira, com 164 (85-79) e pelo convidado Hermes Toros Xavier, com 179 (90-89). Sebastião Melo, líder do primeiro dia, não pode terminar o torneio.

Houve ainda uma categoria scratch especial para convidados sem handicap oficial, não válida para o ranking, vencida por Robson Apolinário dos Santos, com 155 (77-72) tacadas. Júlia Vilas Boas Aderaldo, filiada à FPG, foi a única na categoria feminina de 16,1 a 25,7, onde somou 170 (87-83). Houve ainda prêmios especiais para a bola mais perto da bandeira, vencida por Roque França Jr., do SSVGC, e para os drives mais longos e precisos, vencidos por Robson Apolinário e Júlia.

Social - O torneio teve intensa programação social. Na quinta-feira, dia 7, após a volta de treino, o clube recepcionou os jogadores com um Happy Hour e foi feito o tradicional um Bolão de Confraternização. Na sexta, após o primeiro dia de jogo, teve lugar a Festa de Confraternização. E, neste sábado, foi oferecido um buffet de almoço e um coquetel de encerramento e premiação, com sorteio de brindes para os jogadores.





Federação Paulista de Golfe