domingo 16 de abril de 2017

Fred Biondi, paulista radicado nos EUA, é vice-campeão em torneio da AJGA, em Innisbrook

Ele só perdeu para o chileno Joaquin Niemann, número 3 do ranking mundial de golfe amador

 

Fred (à esq. na foto) recebe o trofeu de sua mais nova conquista nos EUA

 

Fred Biondi, paulista que aprendeu golfe no São Paulo GC e hoje mora nos EUA continua a despontar como uma das grandes revelações do golfe brasileiro. Neste domingo, 16 de abril, Fred foi vice-campeão do TaylorMade-adidas Golf Junior de Innisbrook, torneio da AJGA (American Junior Golf Association) disputado em 54 buracos no Innisbrook Resort & Golf Club, em Palm Harbor, na Flórida. O torneio reuniu 132 jogadores, sendo que apenas 72 passaram o corte, após 36 buracos.

O brasileiro de apenas 16 anos só perdeu para o chileno Joaquin Niemann, de 18 anos, número 3 do ranking mundial de golfe amador e melhor jogador não profissional da América do Sul na atualidade. Niemann foi o campeão mundial juvenil, no Japão, em 2016. Fred somou 216 (70-75-71) tacadas, três acima. Niemann foi campeão com 208 (73-67-68), cinco abaixo. Dois jogadores empataram em terceiro, com 218, os americano Andrew Kozan e Ryan Gerard; e outros dois ficaram em quinto, com 219, Bryan Teoh, da Malásia, e Alexander Yang, do Canadá.

Sucesso - Este foi o segundo Top 10 consecutivo de Fred em 2017 e o terceiro nos últimos quatro torneios que disputou. Fred vinha de um oitavo lugar no AJGA Junior at The Seagate, em 31 de março. Antes disso, fechou 2016 com um sexto lugar no AJGA Junior All-Star at Chantilly National.

Fred, que mora em Port St. Lucie, foi o Jogador do Ano da Florida State Association em 2016, quando estava com apenas 15 anos. Naquele ano, ele venceu três torneios do Florida Junior Tour (FJT) e nunca terminou fora dos Top 4 nos oito torneios que disputou. Com isso, classificou-se para jogar, em dupla com Daisuke Nakano, no U.S. Four-Ball Championship de 2017, de 27 a 31 de maio, no Pinehurst nº 2.

Time Brasil - Fred foi convidado a jogar a seletiva para o Sul-Americano Amador, no Belém Novo, que decidiu a terceira vaga da equipe masculina (que viria a terminar empatada em terceiro lugar). As outras duas vagas foram definidas direto pelo ranking brasileiro, que Fred não disputa, por morar nos EUA.

Por causa de sua agenda nos EUA, Fred não aceitar o convite da Confederação Brasileira de Golfe (CBG) para a seletiva, mas já sinalizou que sempre que puder e for convocado, irá jogar pelo seu país.





Federação Paulista de Golfe